WhatsApp - (98) 99207 5710

Email: maranhaonews@bol.com.br

São Luís - Maranhão

17 fevereiro, 2017

Blog passará por manutenção


Queremos avisar aos nossos amigos leitores do nosso blog que neste final de semana estaremos fazendo manutenção em nosso blog.

Iremos fazer umas mudanças no Layout, e outras modificações. Estaremos atualizando as notícias na próxima segunda-feira (20).

Queremos também pedir desculpas se quando acessar, encontrar algumas dificuldades.

Obrigado!!!

#DiaFabuloso: Vasco, enfim, anuncia acerto com atacante Luis Fabiano

Centroavante rescinde com Tianjin Quanjian, da China, e acerta com clube carioca para ser o oitavo reforço na temporada. Contrato tem duração de dois anos


Agora é oficial: depois de muita espera, Luis Fabiano foi, enfim, anunciado pelo Vasco. O atacante acertou sua saída do Tianjin Quanjian na última quinta-feira e nesta sexta foi confirmado pelo clube carioca. Os sócios do Cruz-Maltino foram os primeiros a serem informados oficialmente da contratação de Fabuloso. No começo do dia, o jogador de 36 anos já havia postado uma camisa do Vasco e a mensagem "A caminho da Cidade Maravilhosa". A expectativa é de que ele chegue ao Rio de Janeiro na terça-feira.

- Estou fechado com vocês, Vascão! - escreveu o jogador em suas redes sociais após o anúncio.

O atacante revelado pela Ponte Preta e ídolo do São Paulo chega para ser o oitavo reforço para o técnico Cristóvão Borges na temporada 2017 - antes chegaram Escudero, Muriqui, Wagner, Gilberto, Jean, Kelvin e Manga Escobar. 

Negociação complicada

A negociação entre Vasco e Luis Fabiano acabou se estendendo em razão de problemas burocráticos. Apesar de desejar voltar ao Brasil, o jogador atingiu metas estipuladas no seu contrato para que ele fosse renovado automaticamente para 2017. Por isso, precisou negociar seu desligamento com o clube chinês. Para chegar a um acordo, Fabuloso atingiu um meio-termo com o Tianjin em relação a premiações que tinha direito e valores para receber no novo vínculo.
Luis Fabiano camisa do Vasco (Foto: Reprodução/Instagram)
Luis Fabiano publicou foto da camisa do Vasco nesta manhã (Foto: Reprodução/Instagram)

Diante do impasse, para não correr o risco de não contar com Fabuloso no Campeonato Carioca, o Vasco se adiantou e inscreveu o jogador no último dia permitido, mesmo antes da concretização do negócio. A inscrição, no entanto, ainda contém a pendência "transferência internacional". O clube carioca corre atrás de anexar os documentos restantes para conseguir regularizá-lo o mais rápido possível. Todos os exames médicos já foram realizados. 

Durante a negociação na China, Luis Fabiano manteve a forma física com o personal trainer Eduardo Moreno, que voltou ao Brasil nesta semana. Neste período, a esposa do atacante, Juliana Paradela, esteve no Rio de Janeiro e aproveitou para procurar moradia na cidade.

Brilho no São Paulo, seleção brasileira e título na China

Na China, Luis Fabiano disputou 29 jogos Tianjin Quanjian e marcou 23 gols. Ele venceu o China League One, a segunda divisão local, e ganhou os prêmios de artilheiro e melhor jogador do campeonato.
Luis Fabiano Tianjin Quanjian (Foto: Reprodução / Instagram)
         Luis Fabiano jogava no Tianjin Quanjian, da China (Foto: Reprodução / Instagram)

Fabuloso, como ficou conhecido durante a carreira, tem grande experiência internacional. Além da China, atuou na França, pelo Rennes, em Portugal, pelo Porto - foi campeão mundial em 2004 -, e na Espanha, pelo Sevilla - bicampeão da Liga Europa em 2006 e 2007. Com a camisa da seleção brasileira, foi campeão da Copa América 2004 e da Copa das Confederações 2009, além de disputar a Copa do Mundo de 2010. Entre suas principais conquistas, também está a Copa Sul-Americana de 2012, vestindo a camisa do Tricolor paulista.

Homem é preso por roubo e tentativa de estupro

Além de assalto, o suspeito foi acusado pela vítima de violência sexual.


Um homem, identificado como John Michael Freitas, de 28 anos, foi preso, nessa quinta-feira (16), acusado de roubo e tentativa de estupro. O caso aconteceu na rua Simplício Moreira, no Centro de Imperatriz.

Uma guarnição da polícia que fazia rondas pelo local foi informada que um indivíduo, com as características do acusado, que havia acabado de assaltar uma mulher, se encontrava próximo ao mercadinho, na rua Piauí. Os policias se dirigiram ao local e, ao abordar o suspeito, encontraram o celular roubado da vítima.

Além disso, o suspeito também foi reconhecido pela vítima, que o acusou de violência sexual no momento do assalto. Todos os envolvidos foram conduzidos para o plantão central.

A peregrinação de Fábio Gentil para recuperar os recursos da saúde de Caxias, em São Luís e agora em Brasília.


Seria providencial que aqueles deputados federais e, principalmente, os senadores maranhenses, comprometidos com a saúde pública dessem total apoio ao prefeito de Caxias, Fábio Gentil, na sua luta árdua para recuperar os recursos necessários para a saúde pública de Caxias, que teve uma redução política na ordem de R$ 2 milhões por mês do governo do estado e entrar nessa briga com o Ministério da Saúde para que o Hospital do Câncer de Caxias funcione adequadamente, de acordo com as exigências da OMS.

O prefeito Fábio Gentil esteve nessa quinta-feira (16), no Ministério da Saúde, para uma audiência com o Ministro da Saúde com prefeitos maranhenses. Na oportunidade, Fábio Gentil argumentou (veja ao vídeo) a falta de recursos para o Centro de Oncologia de Caxias e dos cortes de recursos para a saúde do município promovido pelo governo do Estado.

Continue lendo e veja os vídeos no Blog do Caio Hostilio CLICANDO AQUI

Desaparecimento de policiais completa três meses

Os dois policiais desaparecidos são lotados na 14ª Companhia Independente (14ª CIA) do município.


Nesta sexta-feira (17), completa três meses que o cabo Júlio César da Luz Pereira e o soldado Carlos Alberto Constantino Sousa desapareceram em Buriticupu. No mês passado, a produção do MA10 conversou com a filha do cabo César. Segundo Emilly da Luz Pereira, o caso está sendo tratado com negligência pela Secretaria de Segurança Pública do Maranhão (SSP- MA). “É desesperador não saber de nada, não saber realmente o que aconteceu. É visível o desmazelo com este caso desde o desaparecimento deles”, relatou ela.

Investigações

As investigações foram iniciadas um dia após o desaparecimento e seguem em sigilo. O Coronel Marcos Lima, responsável pelo Comando de Policiamento da Área III da região, informou que os policiais não entraram em contato com a família no dia do ocorrido, e que no dia seguinte, a equipe havia encontrado o carro da vítima abandonado em um assentamento na zona rural do município.

Testemunha

No último dia 26 de janeiro, um relato de uma testemunha de nome não revelado, sugeriu que quatro pessoas poderiam estar envolvidas no desaparecimento do cabo Júlio César da Luz Pereira e do soldado Carlos Alberto Constantino Sousa (fotos). Entre os suspeitos estão, dois soldados, um major e um tenente da Polícia Militar.

Entramos em contato com a delegada responsável pelo caso, Nilmar Gama, que informou que não pode esclarecer nada a respeito das investigações, mas acredita que depois da semana de carnaval, a polícia se posicionará sobre o caso.

“As investigações continuam em andamento. E acreditamos que no final de fevereiro, haverá uma resposta à sociedade”, afirma a delegada.

Fonte: MA10

STF decide que Estado deve indenizar presos por condições degradantes

Caso analisado no Supremo foi o de um detento no MS que dormia com a cabeça encostada no vaso sanitário por causa da superlotação

Ministros reconheceram as falhas do Estado ao garantir condições dignas a presidiários

BRASÍLIA - O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta quinta-feira, 16, que o Estado tem a obrigação de indenizar presos em razão de danos morais comprovadamente causados em decorrência da falta ou insuficiência das condições legais de encarceramento. A decisão foi unânime e tem repercussão geral, isto é, deve ter este entendimento estendido para julgamentos de casos semelhantes em diferentes instâncias. A única divergência foi sobre a forma de indenização a ser adotada - a escolhida pela maioria foi a pecuniária.

O caso analisado no plenário do STF é o de um presidiário, chamado Anderson Nunes da Silva, que dormia com a cabeça encostada em um vaso sanitário em um presídio do Mato Grosso do Sul. Ele alegava que o Estado do Mato Grosso do Sul, ao não garantir as condições dignas para o cumprimento da pena, estaria violando o princípio da dignidade humana, e, por isso, deveria ser responsabilizado. O presidiário levou um recurso ao STF contra uma decisão do Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso do Sul que entendeu que não cabia indenização por danos morais. O processo deu entrada no STF em 2008. Hoje ele está em regime de liberdade condicional.

Os ministros, indo além do caso em questão, reconheceram as falhas do Estado ao garantir condições dignas a presidiários em todo o País e votaram para que haja indenização. Ricardo Lewandowski não estava no julgamento. O ministro Celso de Mello, decano da Suprema Corte, em um longo voto, fez uma série de críticas ao Estado e reforçou o direito de não receber tratamento degradante quando submetido à custódia do Estado.

"O Estado tem permitido, em razão da sua própria indiferença e desinteresse, que se transgrida o direito básico do penitenciário de receber tratamento justo e adequado. Tratamento que não inclua a exposição a meios cruéis e moralmente degradantes. Como estes que foram revelados neste caso, em que o interno não tinha sequer espaço para dormir, encostando a sua cabeça num vaso sanitário. Este comportamento é desprezível, é inaceitável. E é necessário fazer, um dos mais expressivos fundamentos, que dão suporte ao Estado de Direito, que é a dignidade humana", disse Celso de Mello.

"O Estado é também, ele em si, um transgressor das leis da república", asseverou o ministro.

"Grande parte do que se tem de tratamento degradante decorre de um outro fator, que é o da corrupção que há nesses lugares", disse a ministra Cármen Lúcia.

"Se a sociedade, quanto àqueles que cometerem desvio de conduta, quer sangue, o Estado não pode atender a essa demanda da sociedade, que é a justiça a ferro e fogo, como se o condenado não fosse um ser humano", disse Marco Aurélio Mello.

Remissão. Apesar de concordar sobre a necessidade de indenização, os ministros Luís Roberto Barroso, Luiz Fux e Celso de Mello votaram para que houvesse a remissão (diminuição) de pena em função do mau tratamento aos presidiários, em vez do ressarcimento financeiro.

Barroso afirmou que, "diante do caráter estrutural e sistêmico das graves disfunções verificadas no sistema prisional brasileiro, a entrega de uma indenização em dinheiro confere uma resposta pouco efetiva aos danos morais suportados pelos detentos, além de drenar recursos escassos do Estado".

Sete ministros, no entanto, votaram para que a compensação seja feita financeiramente, entre eles, Rosa Weber, Edson Fachin, Marco Aurélio Mello, Cármen Lúcia. Os votos dos ministros Gilmar Mendes e Teori Zavascki, morto em janeiro, já haviam sido computados, em 2015, quando o caso começou a ser julgado, ocasião em que a ministra Rosa Weber pediu vista. Apenas o ministro Ricardo Lewandowski, ausente na sessão, não votou.

A tese vencedora foi a de que: "Considerando que é dever do Estado, imposto pelo sistema normativo, manter em seus presídios os padrões mínimos de humanidade previstos no ordenamento jurídico, é de sua responsabilidade, nos termos do artigo 37, parágrafo 6º da Constituição, a obrigação de ressarcir os danos, inclusive morais, comprovadamente causados aos detentos em decorrência da falta ou insuficiência das condições legais de encarceramento". 

Obras do Batalhão da PMMA de Pindaré Mirim está abandonada

Clayton Noleto, cadê o dinheiro que era para está aqui?



Que não venham com conversa fiada e balelas politiqueiras, pois os recursos estavam alocados, haja vista que a verba não é do tesouro estadual, mas sim dos recursos advindos do empréstimo do BNDES. Paralisaram irresponsavelmente!!! Cadê você, Bira do Pindaré, que choramingou da tribuna da Assembléia e fez proselitismo político a favor de Clayton Noleto? Você disse ser defensor da tua terra… Vai se calar? É necessária que se tenha responsabilidade com a coisa pública, ainda mais com referência a combalida Segurança Pública, que teve seus recursos diminuídos e ninguém falou nada, nadica de nada. Que Clayton Noleto justifique com argumentos plausíveis essa paralisação, visto que fica caracterizada a improbidade, ainda mais com as necessidades que o caso requer. Fiquem com a denúncia abaixo:

Boa noite, Caio
Eu gostaria de saber se você pode fazer uma matéria sobre uma obra de reforma no quartel com entrega atrasada há dois anos e o quartel está funcionando no improviso cheio de goteiras obra orçada em quase dois milhões, na cidade de Pindaré Mirim. Policiais militares de Pindaré Mirim denunciam péssimas condições de trabalho uma reforma mal feita e com atraso de entrega atrasado a obra está praticamente abandonada a parte administrativa do batalhão está funcionando precariamente e os alojamentos cheios de goteiras. Obra orçada em quase dois milhões de reais.
 
No mesmo batalhão encontram-se diversas viaturas se deteriorando por falta manutenção, exatamente pelo fato do comando não ter recursos para a recuperação dos veículos que poderiam está nas ruas dos diversos municípios combatendo a criminalidade. Cadê a mudança alardeada? Por que não separaram essas viaturas em lotes e assim alienem as irrecuperáveis e com o dinheiro possa recuperar as que ainda podem ser úteis? Verifica-se que sequer possuem conhecimento em gestão pública…
Caio, veja também a situação das viaturas abandonadas:
Viaturas abandonadas por falta de manutenção, pois o governo cortou 30% da segurança pública isso só no batalhão de Pindaré São 38 mil reais por mês para o batalhão comandar doze municípios com combustível alimentação e manutenção de viaturas. Um absurdo

Criança recém-nascida é encontrada por policiais militares em Paraibano

A criança foi encontra por Policiais Militares em Paraibano- Maranhão, abandonada, por volta das 7 da manhã.

A criança foi levada para o hospital e está bem. Segundo o médico, após avaliação, a criança tem em média oito dias de nascida, pois ainda estava com o cordão umbilical. A criança estava com muita fome. “Compramos o leite e fizeram o cartão de vacina dela com o nome de VITORIA. Ela está agora com a assistente social”, afirmaram os policiais.

De acordo com as características, além das roubas e demais equipamentos infantis, a criança não é filho de gente do sertão ou pobre, mas iremos encontrar os pais, disseram os policiais.

Pelo visto as compras para a criança foram feitas na própria cidade ou na vizinhança.

Quem puder ajudar a policia a encontrar os pais que abandonaram a criança, ligue para o 190.

16 fevereiro, 2017

Em Grajaú,MA três assaltantes de banco são mortos por policiais do COSAR


Três assaltantes de banco morreram hoje (16) em confronto com Policiais do Grupo de Operações de Sobrevivência em Área Rural do Maranhão (COSAR) 

No total de cinco bandidos que formavam a quadrilha, dois conseguiram fugir. A Polícia está na caça dos mesmos.

Os bandidos andavam em carros blindados e um dos veículos com uma chapa de metal era acoplada à sua traseira.

Foram apreendidos, varias armas, como Fuzis, metralhadoras, bananas de dinamites, muitas munições.

Vejam abaixo as fotos


















Polícia Federal desarticula grupo que traficava pessoas para exploração sexual

A Polícia Federal desarticulou hoje (15) um grupo internacional especializado em tráfico de pessoas para exploração sexual em Fortaleza. Cerca de 92 policiais participam da Operação Marguerita, que cumpre 134 mandados de busca e apreensão, 13 de prisão preventiva, dois de prisão temporária e 18 de condução coercitiva, expedidos pela Justiça Federal no Ceará.

A rede criminosa é composta por “aliciadores, responsáveis pelo recrutamento, transporte, viagens para o exterior, acolhimento, alojamento e exploração sexual de vítimas (mulheres) nos países de destino”, diz a PF. As vítimas eram levadas de Fortaleza para a Itália e a Eslovênia, onde eram exploradas sexualmente. Policiais dos dois países também participam da ação em conjunto com a polícia brasileira.

Apesar de as vítimas serem levadas do Ceará, o aliciamento ocorria em outros estados como Bahia, Minas Gerais e São Paulo, onde alguns dos mandados também são cumpridos.

A PF alerta que o crime de tráfico internacional de pessoas para exploração sexual é uma “grave violação de direitos humanos”, sobretudo quando se considera a situação de vulnerabilidade das vítimas, que acreditam em um emprego digno e são submetidas a condições degradantes.

Os presos responderão pelos crimes de tráfico internacional de pessoas para fins de exploração sexual, associação criminosa e lavagem de dinheiro. Caso condenados, podem pegar até 25 anos de prisão.

Segundo a Polícia Federal, o nome da operação, Marguerita, refere-se à principal boate para a qual as vítimas eram encaminhadas e exploradas sexualmente na Eslovênia.

Fonte: Agência Brasil
  • BLOG
  • BLOG
  • BLOG