Candidatos que morreram no TAF da PMMA tinham atestados médicos - Maranhão News

Maranhão News

Notícias do Maranhão, Brasil e do Mundo

http://www.maranhaonews.net/

Breaking

Home Top Ad

http://www.maranhaonews.net/

Post Top Ad

http://www.maranhaonews.net/

04 fevereiro, 2018

Candidatos que morreram no TAF da PMMA tinham atestados médicos


Os dois candidatos que morreram após o Teste de Aptidão Física (TAF) do concurso da Polícia Militar do Maranhão (PMMA) estavam liberados por médicos para realizar as aprovas.


Daniele Nunes, que morreu no início da semana passada (reveja) e Marcone Cordeiro, que morreu ontem (veja aqui) apresentaram atestados que os declaravam aptos a participar do TAF.

O atestado de Daniele Nunes foi emitido no dia 24 de janeiro, e assinado pelo médico Alexandre Nascimento, na Unidade Básica de Saúde Dr. José Abreu Silva, em Barra do Corda.

Já o documento apresentado por Marcone Cordeiro tem data de 23 de janeiro, e foi assinado por Adelson de Souza Lopes, da Quality Multisserviços de Saúde.

Em nota, a entidade organizadora do concurso, Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe) declarou que o TAF é acompanhado por médicos e enfermeiros e que o rigor das provas desse concurso, especificamente, é menor que o de outros do mesmo tipo.

“Os testes físicos são sempre acompanhados de médicos e enfermeiros, além de uma ambulância equipada com mini UTI móvel e outros recursos de urgência e emergência, para atendimento médico imediato, inclusive equipamento desfibrilador e balões de oxigênio. O teste físico da PM-MA tem rigor menor do que os realizados em outros certames da mesma natureza, e que a fase visa, tão somente, assegurar que os candidatos aprovados tenham condições físicas mínimas para desempenhar as atribuições do cargo”.






Nenhum comentário:

Post Bottom Ad

http://www.maranhaonews.net/

Páginas