Messi, CR7 e Neymar garantem participação na Copa do Mundo de 2018

outubro 11, 2017

Messi, CR7 e Neymar, finalistas indicados para o prêmio Bola de Ouro da FIFA, que elege o melhor jogador de futebol do mundo, carimbaram o passaporte para Rússia em 2018, nesta última rodada de eliminatórias. Apesar da qualidade técnica extraordinária destes jogadores, nenhum deles conseguiu mostrar no decorrer das eliminatórias, o mesmo nível de excelência que apresentam em seus clubes.

A atuação destes craques fica prejudicada, pois a principal estratégia do adversário é anular a participação deles, com o objetivo de quebrar o esquema montado. Por esta razão, o coletivo dessas seleções tem que funcionar sem a dependência excessiva destes craques. Talvez por isso, a Argentina que ainda não tem padrão de jogo definido, tenha sofrido tanto para se classificar. 

Na última e decisiva rodada, somente Messi teve atuação de destaque na classificação de sua seleção. Neymar foi perseguido durante todo o jogo pela defesa chilena, impossibilitando-o de fazer atuação semelhante a que está acostumado a mostrar no PSG, onde está se tornando protagonista imprescindível. Cristiano Ronaldo, não teve atuação brilhante, devido a forte marcação, mas foi participativo, não se escondendo do jogo.

A Argentina estava em situação delicada nas eliminatórias sul-americanas, pois antes desta última rodada estava em sexto lugar. A vitória era essencial para ter chances de ir para a Copa na Rússia. Porém, uma combinação de resultados lhe permitiu obter vaga direta, pois conquistou a terceira melhor posição sul-americana.

Messi, que sempre foi criticado pelas suas atuações na seleção da Argentina, por não conseguir mostrar o mesmo nível de liderança técnica que apresenta no Barcelona, chamou para si a responsabilidade e literalmente carregou nas costas o time argentino. Fez os três gols da partida.

Apesar da classificação, a Argentina mostrou que ainda precisa melhorar sua performance, para ter desempenho à altura de sua tradição, pois a equipe de Jorge Sampaoli em vários momentos da partida cometeu falhas defensivas importantes, o que deixava o jogo tenso e favorável ao Equador. A equipe de equatoriana, que mesmo não tendo chances de classificação, concluiu sua participação de forma digna, não entregando o jogo para a Argentina.

O Brasil fechou esta etapa classificatória com a excelente marca de 41 pontos. Tite conseguiu cumprir outro objetivo, que era o de terminar as eliminatórias com o time jogando no mais alto nível técnico possível, mesmo com a classificação garantida antecipadamente. No jogo contra o Chile, a seleção mostrou padrão coletivo exemplar, não necessitando aflorar individualidades.

Marcas individuais são importantes em determinadas situações, mas não é o que Tite demonstra querer para nossa seleção. Gabriel Jesus fez dois gols no último jogo, garantindo lugar na artilharia das eliminatórias, mas o coletivo prevaleceu.

A Seleção Brasileira não teve atuação invicta durante esta etapa eliminatória, pois houve alguns empates e uma derrota da era Dunga, mas no saldo final venceu todas as seleções que participaram.

A classificação de Portugal veio da vitória por 2 a 0, num confronto frente à Suíça. Pode-se considerar que a atuação dos portugueses foi boa, porém sem muita criatividade no primeiro tempo da partida. Os comandados de Fernando Santos procuraram exacerbadamente a participação de Cristiano Ronaldo e optaram por cruzamentos na área, o que comprovadamente não era a melhor estratégia frente a defesa forte da Suíça.

No segundo tempo, os portugueses melhoraram o rendimento coletivo, mostrando que há um conjunto na equipe lusa, independente de boa atuação ou não de CR7. Após o gol contra que a Suíça fez, tiveram a calma necessária para conduzir o jogo com a bola no chão, conseguindo assim, a vitória de forma justa.

A Copa do Mundo 2018 ficará enriquecida com a presença de grandes craques como Messi, CR7 e Neymar.

Fonte: Globoesporte.com



Compartilhe

Somente os artigos assinalados não corresponde ao Blog Maranhão News e todos o conteúdo é de inteira responsabilidades de seus autores

Relacionadas

Anterior
« Proximo