MA NEWS
http://www.cabocampos.com.br/

Professores da rede municipal de São Luís decidem suspender greve

Movimento grevista foi suspenso por 20 dias para que uma análise nas contas municipais seja realizada pelo Ministério Público, a fim de viabilizar o reajuste reivindicado pela categoria.

Professores ocupam sede da Secretaria de Educação de São Luís (Foto: Alessandra Rodrigues / Mirante AM)

Em assembleia geral realizada neste domingo (3), os professores da rede municipal de São Luís decidiram suspender a greve por 20 dias e desocupar o prédio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), ocupado desde o dia 24 de agosto.

A decisão foi tomada após as negociações entre a categoria e o município de São Luís, que aconteceram na sexta-feira (1º), na sede da Procuradoria Geral de Justiça. Até o dia 15 de setembro, a Secretaria Municipal de Educação (Semed) deve providenciar a devolução dos descontos sobre os salários dos professores que estavam em greve, além de garantir a permanência dos educadores nos seus locais de trabalho e assegurar o direito da ampliação.

A partir desta segunda-feira (4), os professores devem retornar as salas de aula. A Semed deverá encaminhar ao Ministério Público a documentação necessária para que os técnicos possam estudar a viabilidade financeira para a concessão do reajuste. Caso não haja acordos em 20 dias, os professores retomam a greve.

Serão analisados a folha de pagamento do magistério e os recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

Sobre o movimento

Os professores da rede municipal de São Luís entraram em greve no dia 1 de agosto, pedindo um aumento de 7,64% referente ao Fundeb, além da melhoria da infraestrutura das escolas, construção de creches, qualidade da alimentação e transporte escolar, segurança nos ambientes escolares e quitação das perdas salariais.








0 comentários: