Header Ads

http://www.cabocampos.com.br/

Ministério Público investiga em Balsas denúncia de projetos de irrigação

Órgão vai investigar a denúncia de pequenos produtores de que grandes fazendas de grãos estão represando a água do Riacho Bacaba.


Trecho do Riacho Bacaba abaixo das represas está secando
(Foto: Reprodução/TV Mirante)


O Ministério Público de Balsas, a 810 km de São Luís, vai investigar a denúncia de pequenos produtores de que grandes fazendas de grãos estão represando a água do Riacho Bacaba para projetos de irrigação. O trecho do rio abaixo das represas está secando.

Quem mora abaixo das barragens denuncia que o leito do riacho está secando. Como é o caso da dona de casa Ana Lúcia Leite que diz que a água do riacho é utilizada para o consumo da comunidade. “Há nove anos eu sou proprietária disso aqui. Eu nunca vi o leito desse riacho chegar a esse limite. Essa água nós cozinhamos, lavamos, precisamos dessa água para tudo. Estão aí os animais na lama porque não tem água”.

O Ministério Público em Balsas abriu um procedimento para investigar a denúncia e solicitou a Secretaria Municipal de Meio Ambiente que fiscalize as fazendas que estariam represando a água. O secretário de Meio Ambiente, Rui Arruda, afirma que vai divulgar nos próximos dias o laudo da fiscalização e promete resolver o problema.

“A nossa fiscalização foi feita com os moradores durante todos os locais. Nós percorremos o Riacho Bacaba aonde foi constatada realmente a necessidade de se intervir pela autoridade competente, pelo Ministério Público, pela Secretaria de Meio Ambiente para que se tome providências quanto a parte da agressão. Nossos técnicos e fiscais estão elaborando o laudo final para nós entregarmos ao Ministério Público, mas a gente constatou realmente que ali há agressão e eu tenho certeza que as medidas serão tomadas para fazer com que volte a dar vida ao Riacho Bacaba que é de grande importância para aquela localidade como também para o Rio Balsas”, pontuou o secretário.

Fonte: G1 MA






Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.