MARANHÃO NEWS

15 setembro, 2017

MA exibe piores indicadores a partir de 2015, aponta estudo

Estado apresenta desempenho ruim no ranking geral e em cinco áreas específicas pesquisadas


Maranhão apresentou péssimo desempenho no terceiro Estudo Desafios da Gestão Estadual (DGE), que analisou os efeitos da crise nos estados, comparando os cenários econômico e social das 27 unidades da federação com o patamar exibido em 2014. A pesquisa, realizada pela consultoria Macroplan, constata que em 2015, primeiro ano do governo Flávio Dino (PCdoB), o estado apresentou os piores resultados no ranking geral e na maioria dos indicadores pesquisados.

O estudo analisou 28 indicadores de nove áreas específicas – educação, juventude, saúde, segurança, infraestrutura, desenvolvimento econômico, desenvolvimento social, condições de vida e institucional. Em cinco delas (educação, juventude, saúde, desenvolvimento social e condições de vida), o Maranhão ocupa as três piores posições. O levantamento aponta um expressivo retrocesso no biênio 2014-2015. Os dados comprovam que já em seu primeiro ano de gestão, o governador Flávio Dino foi incapaz de posicionar o estado nem mesmo em posições intermediárias nos setores avaliados.

O destaque local mais negativo foi a área de desenvolvimento social. Nesse quesito, o Maranhão passou a ocupar a lanterna em 2015, após sucessivos anos acompanhando o ritmo nacional de crescimento, cujo ápice foi registrado em 2014, quando o percentual de pobres por região atingiu a mínima histórica.

O diretor da Macroplan responsável pelo estudo, Gustavo Morelli alerta que o quadriênio de 2015-2018 deverá ser perdido do ponto de vista de avanços que reduzam a distância do Brasil de países desenvolvidos, situação que se agrava no Maranhão por seu desempenho pífio em relação a outras unidades federativas.

Ranking geral

No ranking geral do IDGE – que sintetiza o desempenho dos estados no conjunto dos indicadores – São Paulo, Santa Catarina, Distrito Federal, Rio Grande do Sul e Paraná, ocupam as melhores posições. Na lanterna ficam Roraima, Pará, Piauí, Alagoas e Maranhão.

Fonte: O Estado





Compartilhe com seus amigos...
ATENÇÃO: Somente os artigos assinalados não corresponde ao Blog Maranhão News e todo conteúdo é de inteira responsabilidade de seus autores.