24 julho, 2017

Após desabamento, parte da estrutura do Largo de São Pedro é interditada

Estrutura cedeu na madrugada de domingo (23). Corpo de Bombeiros interditou parte do local que foi atingido, que fica perto da capela.

Largo de São Pedro reúne milhares de pessoas todos os anos nos dias 28 e 29 (Foto: Biné Morais/O Estado)

Parte da estrutura do Largo de São Pedro, em São Luís, cedeu na madrugada desse domingo (23), e assustou os moradores do local. Na manhã desta segunda-feira o cenário ainda era o mesmo, com escombros espalhados na parte de baixo do largo, que tem como destaque a capela. Não há informações sobre feridos.

A área foi isolada pelo Corpo de Bombeiros, mas os moradores ainda não sabem o que vai ser feito para que a estrutura seja devidamente recuperada. O local que desabou fica ao lado da histórica Capela de São Pedro e também de uma série de residências, por isso, as pessoas estão receosas que problema aumente e atinga estas construções.

"Quando chegamos no domingo pela manhã para a celebração (da missa), nos deparamos com isso aqui. Foi um estrondo forte, como alguns vizinhos comentaram conosco, por conta das pedras grandes que foram rolando. Corre ainda o risco de desabar outra parte. Tem uma inflitração de anos nessa área. Segundo o Corpo de Bombeiros, isso foi também por conta das raízes das árvores que foram cortadas", disse a coordenadora da igreja, Regina Soeiro.

A área é ponto de concentração de uma das principais festividades do período junino em São Luís, quando batalhões de Bumba Meu Boi vão ao largo para pedir proteção ao santo e fazem uma festa que começa na noite do dia 28 de junho e vai até o início da tarde do dia seguinte, Dia de São Pedro. Justamente nesta área atingida, muitas pessoas se juntam para poder ter uma visão de cima da festa. O desabamento da estrutura foi quase um mês depois do evento.

O G1 soliticou explicações por parte da Prefeitura de São Luís, que respondeu por meio de nota limitando-se a dizer que ainda "vai enviar equipe técnica para fazer a vistoria e avaliação das condições do local, a fim de determinar quais medidas serão adotadas". A responsabilidade fica por conta da Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp).

Parte do Largo de São Pedro que desabou fica ao lado da capela (Foto: Douglas Pinto / TV Mirante)









COMPARTILHE

Autor: Maranhão News

Somente os artigos assinalados não pertence ao Blog Maranhão News e suas respectivas matérias é de responsabilidades de suas fontes.

0 comentários:

http://www.cabocampos.com.br/