http://www.maranhaonews.net/

Testemunha fala sobre suspeitos de desaparecimento de PMs

http://www.cabocampos.com.br/

Josuel Alves Aguiar, Tiago Viana Gonçalves e Glaydstone de Sousa Alves.

Em coletiva de imprensa realizada na manhã desta quarta-feira (31), no auditório da Secretaria de Segurança Pública (SSP-MA), foram divulgados os nomes dos policiais envolvidos no desaparecimento do cabo Júlio César da Luz Pereira e do soldado Carlos Alberto Constantino Sousa.

O tenente Josuel Alves Aguiar e o soldados Tiago Viana Gonçalves tiveram sua prisão decretada na noite desta terça-feira (29), pela Justiça Federal.

O terceiro envolvido identificado como soldado Gladystone de Sousa Alves continua foragido, caso ele não se apresente no prazo de cinco dias será declarado desertor da Polícia Militar.

Segundo informações do secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela, as prisões dos envolvidos já tinham sido pedidas pela Justiça desde fevereiro, através do juiz de Buriticupu. “Nós aguardávamos essa decisão. Os autos foram encaminhados para a Justiça Militar e ontem recebemos os mandados já pela Justiça Militar”, afirma.

As investigações seguem em andamento e a polícia já tem pista sobre o local do crime.

Ainda de acordo com a cúpula de Segurança Pública, todos os policiais tem envolvimento com atividades ilícitas.

O delegado geral Lawrence Melo, não descarta a possibilidade do crime ter ligação com a queima de arquivo, já que uma das vítimas estava sendo investigada pelo crime de extorsão.

Durante o relato de uma testemunha de nome não revelado, quatro pessoas poderiam estar envolvidas no desaparecimento. No áudio, a testemunha informou que no dia do ocorrido, o cabo Júlio e o soldado Carlos foram vistos em uma caminhonete L200 Triton na companhia dos dois soldados da polícia. Ainda de acordo com a testemunha, os soldados são lotados na companhia da PM do município.

Durante o áudio, é possível escutar o momento em que a testemunha afirma, que no mesmo dia foi procurado por um major e um tenente na sua residência. Ele afirmou que foi “obrigado” para não falar nada a respeito do desaparecimento dos policiais.


Fonte: MA10

0 comentários: