Preso três suspeitos de realizar ataques em agência bancária - Maranhão News

Post Top Ad

Preso três suspeitos de realizar ataques em agência bancária

Preso três suspeitos de realizar ataques em agência bancária

Share This
Uma operação desenvolvida pela Polícia Civil do Maranhão apresentou na tarde de terça-feira (06), no auditório da Secretaria de Segurança Pública (SSP), três suspeitos de participarem de um ataque a uma agência bancária do Bradesco, no município de Paulo Ramos.

Nesta ação foram presos em Paulo Ramos e Bom Lugar, os suspeitos Josimar Santana Pinto de 33 anos; Josué da Silva Sousa de 39 anos e José Augusto dos Santos de 46 anos. Além destes, outros dois suspeitos já foram identificados e pedido o cumprimento de mandado de prisão à Justiça.

A operação foi desenvolvida pela Polícia Civil do Maranhão em ação direta da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (SEIC).

O crime ocorreu no dia 31 de maio deste ano e segundo as investigações o grupo tinha sequestrado no dia anterior ao ataque (30), um funcionário da agência do Bradesco. No dia seguinte a quadrilha se deslocou para o banco com o funcionário. Em seguida o bando arrombou a agência e ao se dirigirem ao cofre, o alarme da agência bancária disparou. Posteriormente, os criminosos fugiram sem efetivarem o roubo. Os suspeitos ao fugirem, deixaram o material usado na ação criminosa.

O Departamento de Combate a Roubos às Instituições Financeiras (DECRIF), que integra a SEIC, iniciou as investigações da ação criminosa, onde resultou a prisão dos envolvidos. O grupo após investigações, está sendo responsável de integrar uma quadrilha envolvida em roubo a banco. Eles utilizavam um maçarico para abrir os cofres e caixas eletrônicos, das instituições financeiras.

O Secretário de Segurança Pública (SSP), Jefferson Portela disseu durante a coletiva de apresentação dos suspeitos que “Um dos criminosos que integra a quadrilha, conhecido como Josimar Santana Pinto, era vigilante da agência bancária do Bradesco da agência de Paulo Ramos. Ele teria repassado as informações para o resto da quadrilha. O outro envolvido, o José Augusto tem um Mandado de Prisão pela Comarca de Macapá por envolvimento ao crime de estelionato. Os criminosos precisam ter a sua trajetória investigada, no sentido de descobrir, se outras agências atacadas, não contou com a participação do grupo criminoso.

Após a prisão, os suspeitos foram ouvidos pelos delegados da SEIC e encaminhados para o Complexo Penitenciário de Pedrinhas, onde permanecerão à disposição do Poder Judiciário.

Nenhum comentário:

Post Bottom Ad

http://www.maranhaonews.net/