Centenas de taxistas se reúnem em protesto contra o Uber, em SL

abril 25, 2017
Manifestação segue rumo à Prefeitura, para exigir que o serviço seja impedido de funcionar na capital.
Foto: Robson Júnior/TV Difusora
Cerca de mil taxistas e motoristas de carrinho-lotação estão reunidos na manhã desta terça-feira (25) em protesto contra o Uber. Os motoristas se concentraram na Cohab e seguem agora em direção à Prefeitura de São Luís, exigindo o fim dos serviços que foram iniciados este ano, em São Luís.

Algumas das principais diferenças entre os dois serviços dizem respeito aos preços cobrados pelas corridas. No aplicativo de corridas Uber, os valores chegam a registrar 30 ou 40% de diferença em relação aos cobrados pelos táxis. A categoria diz que os valores são cobrados de forma mais barata em função dos impostos pagos pelos taxistas, que influenciam diretamente o preço da corrida.

Em entrevista ao MA10 em fevereiro deste ano, o presidente do Sindicato dos Taxistas, Renato Medeiros, classificou a concorrência como desleal. “Para operar um táxi, o motorista precisa conseguir alvará, licença especial emitida pelas prefeituras das cidades. Conseguir uma permissão dessas envolve boa dose de burocracia e investimento”, afirmou.

Para motoristas do Uber, no entanto, a probição do funcionamento deste tipo de serviço em São Luís fere o princípio legal garantido na Constituição Federal do livre exercício das profissões. Um projeto para regulamentar o serviço ainda tramita na Câmara de Vereadores da capital.

A manifestação segue realizada de forma pacífica, mas provocou lentidão no trânsito nos pontos por onde passou.

ENTENDA COMO O UBER FUNCIONA

O Uber é um aplicativo de celular que conecta uma pessoa a um motorista particular. O carro é pedido do mesmo modo em que se pede um táxi.

Os carros do Uber são pretos, podendo ser comuns ou de luxo. Entre os serviços está a disponibilidade de vários itens de conforto para os passageiros, como balas e bebidas. Por meio do aplicativo de corridas, é possível ter uma ideia aproximar do valor que será pago antes mesmo que o passageiro entre no veículo.

“É um serviço extremamente prático e muito mais barato que um táxi comum”, opina a maranhense estudante de odontologia Brenda Falcão, que já usou o serviço em cidades como Rio de Janeiro e São Paulo.

Entre o preço aplicado no táxi e no Uber há uma diferença importante: quando há muita demanda por carros em uma determinada região, o preço da corrida aumenta. Se muitas pessoas começam a querer usar o Uber em um determinado bairro, por exemplo, faz crescer o preço para que haja um equilíbrio no número de carros (na prática, isso desencoraja as pessoas a usar o aplicativo). Quando o número de pedidos volta ao normal, o preço da corrida diminui novamente.

Para usar o aplicativo, o usuário precisa baixá-lo na loja de aplicativos do smartphone, fazer um cadastro e ter em mãos um cartão de crédito. Pelo GPS presente no aparelho o app consegue encontrar a região em que o passageiro está e avisar se há algum carro disponível e quanto tempo o motorista irá levar para chegar ao local.

Ao final do trajeto, o passageiro precisa avaliar o motorista no aplicativo, de 1 a 5 estrelas. “Isso força o motorista a tratar o passageiro bem, porque ele precisa ter uma boa avaliação e ser requisitado com mais frequência por isso”, explica o empresário Carlos Robson Almeida, que também usa o serviço frequentemente quando viaja para o sudeste do país.

Fonte: MA10

Compartilhe

Somente os artigos assinalados não corresponde ao Blog Maranhão News e todos o conteúdo é de inteira responsabilidades de seus autores

Relacionadas

Anterior
« Proximo