http://www.maranhaonews.net/

Ataque aéreo mata líder do Estado Islâmico, diz TV

http://www.cabocampos.com.br/

Ayad Hamid al-Jumaili era considerado o vice-comandante do EI


O homem considerado o segundo líder mais importante do Estado Islâmico (EI), Ayad Hamid al-Jumaili, foi morto em um ataque aéreo, informou neste sábado (1) a emissora estatal iraquiana.

De acordo com fontes do serviço de inteligência do Exército, Jumaili, chamado de "Ministro da Guerra", foi atingido por um bombardeio na cidade de Qaem, fronteira com a Síria, a oeste da província de Anbar, que está sob o controle dos jihadistas. 

"Os aviões da força aérea executaram com precisão um ataque ao quartel-general em al-Qaim, resultando na morte do segundo no comando, Ayad al-Jumaili, também chamado de Abu Yahya, o ministro da guerra", disse a TV estatal, citando um comunicado da direção da inteligência militar.

No entanto, a morte ainda não foi confirmada pela Coalizão Internacional, liderada pelos Estados Unidos. No mesmo ataque, acredita-se que o comandante militar do EI, Turki Jamal al-Dulaimi, também teria sido assassinado.

Nesta manhã, militares iraquianos afirmaram que ao menos 100 jihadistas foram mortos durante os ataques aéreos. Segundo eles, a ofensiva aconteceu "com base em informações precisas fornecidas pelos serviços de inteligência"

Forças iraquianas, apoiadas pela coalizão liderada pelos EUA, lutam desde outubro para recuperar a cidade de Mosul, bastião do Estado Islâmico no Iraque e a cidade onde Baghdadi declarou um califado quase três anos atrás.

Dezenas de milhares de refugiados fugiram da cidade para escapar do combate.


Fonte: BAND

0 comentários: