Lula é interrogado pela 1ª vez como réu na Lava Jato nesta terça

março 14, 2017
O ex-presidente chegou pouco antes das 10h à sede da 10ª Vara Federal de Brasília

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva chegou pouco antes das 10h desta terça-feira (14/3) à sede da Justiça Federal de Brasília, onde será interrogado. É a primeira vez que o ex-presidente vai ser questionado em juízo como réu numa ação penal relacionada à Operação Lava Jato.

Grupos de manifestantes contrários e a favor recepcionaram o petista. Um muro do prédio da Justiça foi pichado com mensagem em apoio ao ex-presidente. Por medida de segurança, a via de acesso ao prédio foi interditada pela Polícia Militar.

Na semana passada, o juiz federal Ricardo Augusto Soares Leite, da 10ª Vara Federal, negou pedido do ex-presidente para que fosse ouvido em São Bernardo do Campo (SP), por meio de videoconferência.

Acusados de “atrapalhar” as investigações da Lava Jato, também são réus da ação penal o pecuarista José Carlos Bumlai; o ex-senador Delcídio Amaral; o banqueiro André Santos Esteves; o ex-assessor de Delcídio, Diogo Ferreira Rodriguez; o advogado Edson Siqueira Ribeiro Filho, e o filho de Bumlai, Maurício. Os advogados dos réus e o representante do Ministério Público Federal, além do juiz Ricardo Leite, podem fazer perguntas para o ex-presidente.

Em acordo de delação premiada, Delcídio acusou Lula de participação na tentativa frustrada de impedir que Nestor Cerveró concluísse as tratativas com o Ministério Público para um acordo de delação premiada. Segundo o ex-senador, Lula foi o mandante de um esquema para tentar comprar o silêncio de Cerveró.

Delcídio disse ter procurado Maurício Bumlai, filho do pecuarista José Carlos Bumlai, e obtido repasses em dinheiro vivo. Delcídio também ofereceu ao filho de Cerveró uma mesada de R$ 50 mil, que seria financiada pelo banqueiro André Esteves, do BTG Pactual.

O caso levou à prisão de Delcídio em novembro de 2015. Ele foi solto em fevereiro de 2016 após firmar acordo de delação premiada. A Justiça Federal do DF aceitou denúncia contra os envolvidos em julho do ano passado.

Lula participa esta noite da abertura do 12º Congresso Nacional dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares (12º CNTTR), que vai até o próximo dia 17.

O interrogatório do petista estava marcado inicialmente para 17 de fevereiro. Após a morte da ex-primeira-dama Marisa Letícia, mulher do petista, o juiz adiou o depoimento do ex-presidente. 

Com informações da Agência Estado

Compartilhe

Somente os artigos assinalados não corresponde ao Blog Maranhão News e todos o conteúdo é de inteira responsabilidades de seus autores

Relacionadas

Anterior
« Proximo