MA NEWS
http://www.cabocampos.com.br/
http://www.maranhaonews.net/

Gleisi indica Dilma como testemunha de defesa na ação em que é ré na Lava Jato

Senadora do PT é acusada de ter recebido R$ 1 milhão oriundo do esquema de corrupção que atuou na Petrobras; petista também indicou Roberto Requião e Graça Foster como testemunhas.
A senadora Gleisi Hofmann e a ex-presidente Dilma, durante evento no Palácio do Planalto (Foto: Victor Soares/G1)
Ré em uma das ações penais da Lava Jato, a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) indicou a ex-presidente Dilma Rousseff como uma testemunha de defesa no processo que tramita no Supremo Tribunal Federal (STF).

Além de Dilma, Gleisi também apontou como testemunhas o senador Roberto Requião (PMDB-PR), a ex-presidente da Petrobras Maria das Graças Foster e outras quatro pessoas.

A senadora do PT foi ministra da Casa Civil do governo Dilma entre 2011 e 2014. Enquanto o processo de impeachment tramitou no Congresso Nacional, Gleisi foi uma das principais opositoras do afastamento de Dilma.

Gleisi se tornou ré na Lava Jato em setembro do ano passado sob a suspeita de ter cometido os crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Ela e o marido, o ex-ministro Paulo Bernardo, são acusados pela Procuradoria Geral da República (PGR) de terem recebido R$ 1 milhão de dinheiro desviado da Petrobras.

Logo após ter se tornado ré, Gleisi Hoffmann afirmou que as denúncias contra o casal se baseiam somente em delações que, segundo ela, são contraditórias.

As denúncias

De acordo com o Ministério Público, a propina teria sido direcionada para a campanha eleitoral de Gleisi em quatro parcelas de R$ 250 mil.

O repasse teria sido realizado, segundo a PGR, através de empresas de fachada do doleiro Alberto Youssef contratadas pela Petrobras.

Ainda segundo o Ministério Público Federal, os recursos foram liberados pelo ex-diretor de Abastecimento Paulo Roberto Costa, cujo objetivo seria obter apoio político de Gleisi Hoffmann e Paulo Bernardo para se manter no cargo.

As testemunhas

Veja quem são as testemunhas indicadas por Gleisi Hoffmann:

  • Dilma Roussef, ex-presidente da República;
  • Roberto Requião, senador pelo PMDB-PR;
  • Maria das Graças Foster, ex-presidente da Petrobras;
  • José Augusto Zaniratti, coordenador da campanha de Gleisi ao Senado em 2010;
  • Ronaldo Baltazar, tesoureiro da campanha;
  • Ivo da Motta Azevedo Corrêa, ex-funcionário da Casa Civil;
  • Beto Vasconcelos, ex-secretário-executivo da Casa Civil e ex-chefe de gabinete de Dilma.


0 comentários: