MARANHÃO NEWS

20 março, 2017

Alvo de ataque de crocodilo, jogador morre após treino em Moçambique

Estevão Alberto Gino defendia o Atlético Mineiro, time local inspirado no Galo, e vivia perto do rio Zambeze, local do ataque


jogador de futebol de Moçambique de 19 anos morreu na semana passada em Tete, no oeste do país, após o ataque de um crocodilo quando treinava perto de um rio, informou nesta segunda-feira seu clube. A vítima, Estevão Alberto Gino, jogava no clube de segunda divisão local Atlético Mineiro e vivia perto do rio Zambeze.

- Naquela noite fazia exercícios. Depois de correr, tinha as mãos na água quando o crocodilo o prendeu - explicou à AFP seu treinador, Eduardo Carvalho.

Dois vizinhos que acompanhavam o jogador presenciaram a cena, mas não puderam fazer nada, segundo o relato do treinador. Os ataques de crocodilos são frequentes no rio Zambeze.

- Os cidadãos não têm água corrente, e por isso têm o costume de ir ao rio - explicou o técnico.

Um porta-voz da polícia local confirmou os incidentes à AFP. Segundo Leonel Muchina, ainda buscam o corpo da vítima. Na última sexta-feira, o clube moçambicano, inspirado no brasileiro Atlético-MG, emitiu um comunicado de solidariedade à família do jogador.

Leia abaixo

“Estamos de luto: o nosso jogador, nosso irmão, nosso amigo, nosso filho e nosso eterno zagueiro Estêvão Alberto Gino de apenas 19 anos, que tinha um futuro promissor, perdeu a vida na última noite vítima de um crocodilo na margem do rio Zambezi.

O CAMT envia as mais sinceras condolências a sua família, uma perda irreparável para todos nós.

Estevao era exemplo de obediência, respeito e humildade e deixou um vazio enorme na nossa vida."

Estêvão Alberto Gino era jogador do Atlético Mineiro de Tete (Foto: Divulgação / Facebook)

Fonte: AFP e GloboEsporte.com, Maputo, Moçambique


Compartilhe com seus amigos...
ATENÇÃO: Somente os artigos assinalados não corresponde ao Blog Maranhão News e todo conteúdo é de inteira responsabilidade de seus autores.