MA NEWS
http://www.cabocampos.com.br/
http://www.maranhaonews.net/

Prefeito de Caxias presta contas do primeiro mês de mandato


A cidade que a gente quer com um governo que presta contas com os caxienses. Essa é mais uma meta da nova gestão municipal. Foi pensando nisso que o prefeito de Caxias, Fábio Gentil (PRB), concedeu entrevista nesta terça-feira (31) ao apresentador Ricardo Rodrigues, do programa "Maranhão Urgente", na TV Band. A oportunidade foi para resumir seu primeiro mês à frente da prefeitura.

Foram mais de duas horas de programa ao vivo, esclarecendo fatos e inverdades ventiladas pela oposição nas redes sociais e em programas de TV local.

Um dos assuntos polêmicos diz respeito ao suposto corte de gratificações dos motoristas. O prefeito afirmou que não houve austeridade na sua administração e que não tirou nada dos profissionais. Muito pelo contrário, ele só igualou os salários. Já que na gestão passada havia disparidades do salário de um motorista para o outro, fato que causou descontentamentos desses que se beneficiavam de forma ilícita.

Durante a entrevista foram citadas obras nas zonas urbana e rural que serão executadas nos próximos quatro anos de governo, nos campos da educação, saúde, infraestrutura e lazer.

O gestor fez questão de reforçar o convite que recebeu no último fim de semana de povoados localizados na região da Fazenda Sabiá, que por mais de quatro anos nunca receberam a visita de um prefeito para ouvir suas demandas e dificuldades de infraestrutura na educação, saúde e de acesso as localidades onde moram.

Porém, Fábio Gentil não usou o tempo do programa somente para se pronunciar. Abriu espaço também para ouvir os caxienses. Pessoas do centro da cidade e nos bairros fizeram perguntas relacionadas com a administração anterior e como será daqui pra frente. Tudo foi devidamente respondido e esclarecido aos entrevistados.

Em seguida, o gestor municipal mostrou documentos do Ministério da Previdência Social que comprovam um desfalque nos cofres públicos na ordem de quase R$ 200 milhões. Um dinheiro descontado da folha de pagamento dos servidores municipais, mas que não foi repassado para União.

O prefeito Fábio Gentil terminou a entrevista convocando toda a população para fazer uma gestão participativa, e pediu paciência para que as coisas se ajustem no tempo certo.

Fonte: NOCA

0 comentários: