MA NEWS
http://www.cabocampos.com.br/
http://www.maranhaonews.net/

Ministério Público do Maranhão cobra reforma em escolas em Açailândia

Três unidades de ensino estão sem estrutura para abrigar os estudantes. Reforma das escolas deve ser realizada durante o ano letivo.

Após visitar prédios de algumas escolas, o Ministério Público do Maranhão (MP-MA) decidiu cobrar uma reforma na estrutura física de três escolas da rede municipal de Açailândia, a 600 km de São Luís.

Segundo o promotor de Justiça, Gleudson Malheiros Guimarães, durante inspeções nas unidades escolas foram constatadas que as de três unidades de ensino estão comprometidas e sem estrutura para abrigar adequadamente os estudantes.

“A gente viu vários problemas relacionados à infraestrutura da escola, problemas nos banheiros, problemas nos telhados, nos circuitos elétricos, alguns ventiladores sem funcionamento e bastante parede deteriorada, danificadas”, relatou o promotor.

Ainda conforme o representante ministerial, a Prefeitura de Açailândia já recebeu o relatório com fotos da situação dessas escolas e o pedido imediato de reforma que deve ser realizada durante o ano letivo.

“Teve uma reunião onde foram apresentadas as vistorias realizadas pelo o Ministério Público para o prefeito e o mesmo se comprometeu a montar um cronograma de reforma das escolas imediato assim que for realizado o pregão para a contratação da empresa para que possa ser feita essas reformas. Não há um prazo, mas as reformas devem acontecer durante o período letivo de 2017 no contratorno das aulas e também nos períodos de fim de semana”, revelou Gleudson Malheiros Guimarães.

De acordo com a Secretaria de Educação em Açailândia existem 76 escolas da rede municipal. Desse número, 48 estão situadas na cidade e 28 estão na zona rural do município. Mas desse total, 29 escolas funcionam em imóveis alugados. Nesses locais a Prefeitura não pode realizar investimentos. Os proprietários agora serão notificados pelo o Município para realizar os reparos.
Açailândia possui atualmente 76 escolas na rede municipal (Foto: Reprodução/TV Mirante)

0 comentários: