MA NEWS
http://www.cabocampos.com.br/
http://www.maranhaonews.net/

Governo capacita 40 detentos no curso de produção de doces em compotas

Quarenta internos foram beneficiados com a capacitação, fruto da parceria entre o Governo do Estado e a Prefeitura de São Luís. Foto: Clayton Monteles/Seap
O Governo do Estado prossegue fortalecendo as ações de capacitação voltadas aos detentos. No final de janeiro, 40 internos e internas do sistema prisional do Maranhão concluíram o curso de produção de doces em compotas, resultado da parceria entre a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) e a Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento (Semapa).

Dos 40 custodiados, 20 são da Unidade Prisional de Ressocialização (UPR) do Olho d´Água. Durante o curso, os internos aprenderam a fazer compotas e geleias de abacaxi, goiaba, mamão, banana, além de doce de leite e derivados de maracujá e abacaxi. A iniciativa objetiva proporcionar, por meio da qualificação dos presos, uma reintegração social digna aos apenados.

“Garantir a reinserção social destes homens e mulheres de maneira correta baseia-se em proporcionar a eles um meio de geração de renda, uma forma de sobrevivência digna fora do sistema prisional. O foco da gestão é fomentar ações eficazes de ressocialização”, enfatizou o secretário da Seap, Murilo Andrade de Oliveira.

As 20 internas da UPR Feminina também foram qualificadas a fazerem compotas e geleias de abacaxi, goiaba, mamão, banana e pimenta, além de doce de leite e derivados de jenipapo, maracujá e abacaxi. Uma parte do que é produzido no curso é distribuída entre as próprias internas, e a outra parte é levada para as demais unidades prisionais da região metropolitana da capital.

Quarenta internos foram beneficiados com a
capacitação, fruto da parceria entre o Governo do
Estado e a Prefeitura de São Luís.
Foto: Clayton Monteles/Seap
Para o desenvolvimento das capacitações, o Governo do Estado instalou uma panificadora dentro da própria unidade prisional feminina que, além de servir como laboratório para a elaboração das receitas, é utilizada para a fabricação de todos os pães consumidos internamente pelas detentas da unidade, em suas refeições.

Em média, são produzidos 700 pães/dia. Além disso, produzem também os petiscos para todos os eventos promovidos pela Seap e já despertam o interesse de outros clientes externos, todos órgãos públicos. Além das capacitações na área de panificação, doces caseiros, comidas regionais, sorvetes, bolos e confeites, que já são ofertados, uma nova programação de cursos foi elaborada para expandir e diversificar ainda mais o leque de conhecimentos adquiridos pelas internas de Pedrinhas.

Entre as novas capacitações estão sendo os cursos de fabricação de panetones, compotas e geleias. As capacitações começaram a ser oferecidas pela Prefeitura de São Luís, em 2015, e, até este ano, já foram certificadas aproximadamente 100 internas. Com estas ações, o poder público abre portas e faz com que muitas mulheres que não vislumbravam um futuro fora dos muros da penitenciária comecem a sonhar com dias melhores.

A subsecretária da Seap, Ana Luísa Falcão, afirmou que a parceria entre a Prefeitura e o Estado é fundamental para a efetivação do processo de ressocialização de todos os internos atendidos pelo projeto. “É sabido que os dois pilares para efetivar a reintegração social de detentos é o trabalho e o estudo. E essa parceria inédita tem proporcionado exatamente isso, pois, além de tirá-los da ociosidade, garante trabalho, renda e mais dignidade”, disse.

Além da capacitação para exercer um futuro trabalho e diminuir a pena, os internos das UPR’s do Olho d’Água e Feminina agora vislumbram a possibilidade de ter um retorno financeiro. De acordo com a Coordenação de Transformação de Alimentos da Semapa, Ricardo Tebas, a ideia é que, futuramente, a produção dos internos venha a ser comercializada e consumida fora da unidade prisional.
Quarenta internos foram beneficiados com a capacitação, fruto da parceria entre o Governo do Estado e a Prefeitura de São Luís. Foto: Clayton Monteles/Seap

0 comentários: