MA NEWS
http://www.cabocampos.com.br/

Vitíma é morta ao servir jantar dos filhos

Patrícia Carvalho Monteiro tinha dois filhos. Foi abordada e morta enquanto servia o jantar das crianças. (Foto: Divulgação)
O relato da testemunha ocular deve esclarecer os questionamentos do delegado Augusto Lobato Potiguar, da delegacia de Polícia Civil de Vila dos Cabanos distrito do município de Barcarena, região do Baixo Tocantins. Patrícia Carvalho Monteiro, de 26 anos, foi morta com 3 tiros na cabeça, dentro de uma casa na rua das Palmeiras no Jardim Palmeiras. O crime foi por volta das 19h30 de quarta-feira (07). O assassinato foi praticado por um homem ainda não identificado, que invadiu o local e a matou. Contudo ainda não foi preso.

A testemunha, que pediu para não se identificar, contou ao delegado que deu abrigo à vítima há 8 meses. Disse que Patrícia tinha problemas econômicos e tinha 2 filhos, um deles de 5 anos e o outro um bebê de apenas 3 meses. “Eu passei a ajudá-la como podia, mas jamais tive vinculo amoroso com ela. Apenas a ajudava por solidariedade”, informou a testemunha. 

ARRASTADA E EXECUTADA

Na noite do crime, a testemunha estava na cozinha da casa e Patrícia Carvalho Monteiro servia o jantar para a criança de 5 anos na sala. Nisso surgiu o assassino, de aparentes 28 anos, 1,70m, magro e moreno. Chamou a vítima pelo nome. O assassino entrou na casa e pegou a vítima pelo braço. A levou para os fundos da casa. E disse: “o número é teu, o número é teu, tu caguetaste”. Em seguida, a testemunha ouviu o som de 3 tiros.

Logo após atirar em Patrícia, o matador passou correndo em direção à porta de saída. Ele a matou com 3 tiros na cabeça. Vizinhos chamaram policiais militares, que isolaram o local até a chegada de uma equipe de peritos criminais de Abaetetuba. O corpo foi removido para o Instituto Médico Legal de Abaetetuba.

Policiais militares fizeram buscas para prender o assassino, mas ele ainda não foi sequer identificado. O delegado Augusto Lobato Potiguar instaurou inquérito policial para iniciar as investigações e descobrir quem matou a jovem de 26 anos. 

Fonte: J.R. Avelar/Diário do Pará

0 comentários: