MA NEWS
http://www.cabocampos.com.br/
http://www.maranhaonews.net/

Durante atendimento de ocorrência, policial militar morre ao ser atingido por facada no peito, em Goiânia

O homicídio aconteceu por volta das 03h da manhã de hoje (10), na Rua 52, Setor Central, em Goiânia


A Polícia Militar confirmou na manhã desta sexta-feira (10) a morte do Aspirante Renato Montalvão Simões, de 34 anos, lotado na 37ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM).

Segundo nota emitida pela Polícia Militar (PM), o crime aconteceu por volta das 03h da manhã de hoje (10), na Rua 52, Setor Central, em Goiânia, ocasião em que, o policial militar, em serviço, "cumprindo com o seu dever de servir e proteger a sociedade, constatou que o autor, visivelmente transtornado, derrubou móveis, fogão, botijão de gás, quebrou tudo e ainda ameaçou atear fogo na casa".

"Diante da confirmação da ameaça, o Aspirante, juntamente com a equipe empenhada para o atendimento dessa ocorrência, controlavam o incêndio quando, ao gerenciar a crise instaurada, o autor lançou uma faca que atingiu a região do tórax", diz a nota da PM.

O Corpo de Bombeiros foi acionado e encaminhou o miltiar em estado gravíssimo à emergência do Hospital dos Acidentados, mas ele não resistiu e veio a óbito.

Francisco de Assis Fontes foi preso em flagrante e encaminhado para a Central de Flagrantes.

Em nota, a Polícia Militar lamentou a morte do PM. Leia abaixo:


"NOTA DE FALECIMENTO

É com imenso pesar que a Assessoria de Comunicação da Polícia Militar do Estado de Goiás informa o falecimento do Aspirante Renato Montalvão Simões, de 34 anos, lotado na 37ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM), que, durante o atendimento de uma ocorrência, foi atingido no peito por uma faca lançada pelo detido Francisco de Assis Fontes, de 42 anos.

O homicídio aconteceu por volta das 03h da manhã de hoje (10), na Rua 52, Setor Central, em Goiânia, ocasião em que, o policial militar, em serviço, cumprindo com o seu dever de servir e proteger a sociedade, constatou que o autor, visivelmente transtornado, derrubou móveis, fogão, botijão de gás, quebrou tudo e ainda ameaçou atear fogo na casa. 

Diante da confirmação da ameaça, o Aspirante, juntamente com a equipe empenhada para o atendimento dessa ocorrência, controlavam o incêndio quando, ao gerenciar a crise instaurada, o autor lançou uma faca que atingiu a região do tórax do militar que, embora encaminhado em estado gravíssimo à emergência do Hospital dos Acidentados, não resistiu e, infelizmente, veio a óbito cumprindo com o juramento militar realizado ao ingressar na corporação, qual seja o de garantir a “segurança da comunidade, mesmo com o risco da própria vida”.

O homicida FRANCISCO DE ASSIS FONTES foi preso em flagrante e encaminhado para a Central de Flagrantes.

Ricardo Alves Mendes - Tenente Coronel
Assessor de Comunicação"

Fonte: Mais Goiás



0 comentários: