Suspeito de participar de chacina em Panaquatira é preso pela Polícia Civil

maio 07, 2016

José Márcio Conceição Rosa é suspeito também de outros dois homicídios. Ele é o 8º preso por envolvimento no crime, ocorrido em maio de 2015.

José Rosa é suspeito de ter participado da chacina e outros dois homicídios (Foto: Reprodução/TV Mirante)
A polícia prendeu, nesta sexta-feira (6), o oitavo suspeito de ter participado da chacina de cinco pessoas, no dia 24 de maio de 2015, em uma casa na Praia de Panaquatira, na orla de São José de Ribamar, Região Metropolitana de São Luís.

José Márcio Conceição Rosa, 18 anos, é apontado como um dos 12 integrantes da quadrilha que participou do massacre. Ano passado o suspeito, na época com 17 anos, chegou a ser apreendido, mas depois de um mês e meio de internação acabou sendo liberado.

Mas, segundo o delegado Jade Alves, da Delegacia de São José de Ribamar, agora permanecerá preso por suspeita de participação no latrocínio de um vigilante, no dia 15 de abril de 2016. “Ele teve essa participação ativa na chacina de Panaquatira e recentemente matou um vigilante na Praça do Santo" afirmou o policial.

José Rosa é suspeito ainda de ter assassinado um homem a socos e pontapés em 2014. Na época, ele e o comparsa - um dos bandidos mortos durante a chacina - jogaram o corpo da vítima dentro de uma canoa e lançaram no mar.

Com a prisão de José Rosa a polícia espera identificar os três foragidos que participaram da chacina em panaquatira e o parceiro dele no crime contra o vigilante.

Há duas semanas, Giandro Silva Santos foi preso sob suspeita de ter participado do massacre. Além de José Rosa, a polícia conseguiu prender Giandro Silva Santos e outras quatro pessoas, assim como apreendeu dois adolescentes.

Entenda o caso
Um grupo de amigos passava o fim de semana na casa de praia quando o local foi invadido por seis homens armados. Na chacina, cinco pessoas morreram e três ficaram feridas. Uma das vítimas, o policial militar Max Muller Rodrigues de Carvalho, de 27 anos, reagiu e trocou tiros com os invasores.

O policial, o promotor de eventos Alexsandro Vieira de Carvalho, 36, a estudante Ananda Brasil Meireles, 21, e dois assaltantes morreram no tiroteio.
No local da chacina, era realizada uma festa (Foto: Biné Morais / O Estado)

Fonte: G1 MA




Compartilhe

Somente os artigos assinalados não corresponde ao Blog Maranhão News e todos o conteúdo é de inteira responsabilidades de seus autores

Relacionadas

Anterior
« Proximo