MA NEWS
http://www.cabocampos.com.br/
http://www.maranhaonews.net/

Rodoviários exigem escolta policial em ônibus que circulam em São Luís

Exigência foi feita nesta terça (24) durante reunião com governador do MA. Solicitação visa impedir novos ataques a coletivos na capital.

Temendo novos ataques em coletivos que circulam na região metropolitana de São Luís, os rodoviários exigiram durante uma reunião realizada na manhã desta terça-feira (24), no Palácio dos Leões, sede do governo do Maranhão, o apoio de policiais militares dentro dos ônibus que circulam na cidade.

Por telefone, o presidente do Sindicato dos Rodoviários do Maranhão (Sttrema), Isaías Castelo Branco, disse ao G1 que na reunião que contou com a presença do governador do estado, Flávio Dino, e do secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela, ficou acordado que a partir desta terça os militares já estarão presentes no interior dos coletivos. “A gente fez uma avaliação sobre a situação dos ataques e decidimos juntos com o governador e o secretário que precisamos contar com o reforço da polícia dentro dos ônibus”, revelou.

Ainda conforme o presidente do Sttrema, os policiais estarão presentes em diferentes linhas da capital. No entanto, um número maior será mais concentrado nas linhas que circulam na zona rural de São Luís. “Nós teremos policiais em todos os ônibus, mas eles terão um grupo maior nas linhas de mais difícil acesso, que no caso da gente é na zona rural”.

Isaías Castelo Branco acrescentou também que o número de policiais militares ainda não foi definido, pois será determinado por cada comandante de área de São Luís. “A gente ainda não sabe como vai ficar essa divisão porque quem vai definir isso é o comando de policiamento”, explicou.

O presidente do Sindicato disse que acredita que após essa reunião a segurança dos rodoviários e usuários volte a ser estabelecida, já que a polícia realizará rondas durante o dia e a noite. “Nós vamos ter durante o dia o apoio das viaturas percorrendo nas localidades e, principalmente nos pontos finais dos ônibus, e durante a noite os policiais estarão caracterizados nos ônibus. Eu acho que todos se sentirão mais seguros”, finalizou.

Desde que os ataques a ônibus tiveram início na quinta-feira (19), 16 veículos foram incendiados. No entanto, apenas sete foram completamente tomados pelas chamas. O atentado mais recente foi registrado na noite desta segunda-feira (23) no Residencial 2000, no bairro Maracanã, na zona rural de São Luís, dois dias depois do governador anunciar a vinda da Força Nacional a capital.
Políciamento é reforçado nas ruas e dentro dos coletivos (Foto: Karlos Geromy)

Fonte: Márcia Carlile




0 comentários: