MA NEWS
http://www.cabocampos.com.br/

Princípio de incêndio é registrado em coletivo em bairro em São Luís

Tentativa de incêndio ocorreu nesta sexta (27), no bairro Santa Bárbara. Amais mais recente foi registrado na segunda (23) no bairro Maracanã.

video

Mais uma tentativa de incêndio foi registrada na tarde desta sexta-feira (27) na região metropolitana de São Luís. O novo ataque ocorreu no ponto final da comunidade Cajupe, no bairro Santa Bárbara.

Segundo informações do coronel Frederico Pereira, comandante Geral da Polícia Militar do Maranhão, o ataque ocorreu por voltas das 16h30 e segundo informações colhidas pelos próprios populares quatro em homens em duas motocicletas teriam sido os responsáveis pelo o crime.
Combustão não acarretou prejuízo total porque populares e rodoviários conseguiram apagar as labaredas (Foto: Gláucea de Sena)
“O que a gente já sabe, de acordo com as pessoas que estavam nas proximidades no momento do ataque, é que foram quatro homens e eles estavam em duas motos com galões de combustíveis”, relatou o coronel Frederico Pereira.

Ainda conforme o coronel da Polícia Militar, os homens estavam armados, mas ninguém saiu ferido, pois no momento do ataque ninguém estava no interior do coletivo. Ele acrescenta que a combustão não acarretou prejuízo total porque populares e rodoviários conseguiram apagar as labaredas.

“Os suspeitos estavam armados só que eles não feriram nenhuma pessoa porque o ônibus estava vazio no momento. Não teve perda total o ônibus graças à ação dos cobradores, motoristas e alguns populares que agiram rápido e apagaram o fogo”, disse o comandante.

O coronel Frederico Pereira revela que equipes da polícia já estão em campo para tentar prender os criminosos. “Nós já temos a identificação dos suspeitos e já estamos em busca de prender esses elementos”, finalizou.

Desde que os ataques a ônibus tiveram início no último dia 19, 16 veículos foram incendiados. No entanto, apenas sete foram completamente tomados pelas chamas. O atentado mais recente foi registrado na noite da segunda-feira (23) no Residencial 2000, no bairro Maracanã, na zona rural de São Luís, dois dias depois do governador Flávio Dino anunciar a vinda da Força Nacional a capital.

Comerciantes ameaçados
Comerciantes do Coroadinho, a quarta maior favela do país e a primeira do Norte e Nordeste - segundo o último censo realizado pelo Instituto Brasileiro e Geografia e Estatística (IBGE), fecharam as portas durante a tarde do último sábado (21) depois que criminosos disseminaram série de ameaças.
No bilhete, bandidos ameaçaram comerciantes sob pena de terem os estabelecimentos incendiados (Foto: Divulgação / Coroadinho Online)
Pela noite do mesmo dia, policiais realizaram a prisão de um homem que se preparava para atear fogo em pneus na Avenida Jerônimo de Albuquerque, no bairro Vinhais em São Luís. O suspeito teria informado à policiais que não seria um atentado, mas um protesto contra a insegurança.

Policiais em ônibus
O governador Flávio Dino informou que vai monitorar as empresas para confirmar se todos os ônibus estão circulando pelas ruas da cidade. Ele também garantiu que vai intensificar o combate aos criminosos com policiais dentro dos ônibus, blitzen, incursões nos bairros para patrulhamento e captura de procurados da Justiça.

A adoção de novas medidas de segurança foi instituída pelo governador Flávio Dino em reunião na manhã do último domingo (22), no Palácio dos Leões, em São Luís. De acordo com o governador, o monitoramento direto sobre as empresas de ônibus tem como objetivo garantir a circulação normal dos coletivos, sobretudo no período noturno.
Políciamento é reforçado nas ruas e dentro dos coletivos (Foto: Karlos Geromy)
Fonte: Márcia Carlile

0 comentários: