MA NEWS
http://www.cabocampos.com.br/

ONG quer fechar o zoo de Santiago após jovem pular em jaula e leões serem mortos

O jovem entrou na jaula do leão e os animais foram mortos Foto: Reprodução/ Animallibre.org
Um jovem perturbado pulou na jaula dos leões do Zoológico de Santiago, no Chile, no último sábado, numa possível tentativa de suicídio. Para salvá-lo, os administradores do parque mataram dois leões africanos, um macho e uma fêmea. Após essa tragédia, os ativistas da ONG Animais Libres começaram um abaixo-assinado direcionado ao governo chileno para que o local deixe de funcionar.

Segundo o site da “Televisão Nacional de Chile”, o homem foi identificado como Franco Luis Ferrada Román, de 20 anos. Ele passou a grade de segurança, tirou a roupa e começou a agarrar os animais. As equipes de emergência mataram os leões e resgataram o jovem, que foi levado para uma clínica com risco de morte. Numa carta que teria sido encontrada nas roupas do homem, ele se chama de profeta, e diz que o apocalipse tinha chegado e Deus iria protegê-lo. Testemunhas afirmaram para a imprensa chilena que ele gritava e estava visivelmente alterado.

A diretora do zoológico, Alejandra Montalva, disse para o canal de TV que o homem forçou a entrada na jaula e começou a provocar os animais. “Tivemos que agir com emergência e pegar as armas com profissionalismo. Lamentavelmente nosso protocolo diz que quando os animais estão com uma pessoa, temos que sacrificá-los. Estamos muito consternados porque os animais do zoológico são parte da nossa família, e esse animais estavam com a gente há 20 anos. Lamentamos muito termos perdido uma macho e uma fêmea nessa situação”, disse Montalva, emocionada.

Os ativistas alegam que outras medidas poderiam ter sido tomadas para evitar a morte do casal de leões. O zoológico justificou que a utilização de anestésicos demoraria 3 ou 4 minutos, e o homem poderia perder a vida nesse tempo.

A ONG argumenta que “estes acontecimentos terríveis não ocorreriam se centenas de animais não estivesse em cativeiro em zoológicos que existem em todo o mundo. As vidas de outros animais também são importantes e esperamos que tais eventos lamentáveis ​​como este ajudem a aumentar a consciência sobre a situação injusta dos animais presos para o nosso entretenimento, e nos façam refletir sobre os nossos hábitos”, disse.

No último sábado os manifestantes fizeram uma vigília na porta do parque para lembrar os dois animais mortos. Na página do Parque Metropolitano, onde está localizado o zoológico, muitos internautas lamentaram o episódio, e questionaram o fato do visitante conseguir te acesso á jaula onde estavam os animais.

Fonte: Extra




0 comentários: