Antes de morrer, mulher espancada disse que foi ameaçada por PMs; assista

maio 06, 2016
O caso da lutadora Luana Reis, morta após espancamentos supostamente promovidos pela Polícia Militar no início de abril, em Ribeirão Preto, interior de São Paulo, ganhou repercussão internacional. Em artigo publicado, a Organização das Nações Unidas (ONU), pediu uma investigação “imparcial e com perspectiva de gênero e raça”.

Em vídeo gravado na frente do plantão policial de Ribeirão Preto, a mulher de 34 anos conta que foi espancada e ameaçada por PMs. Ela diz temer pela segurança da própria família.

Notapé:

O caso está sendo investigado pela Polícia Civil e acompanhado pela Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania de São Paulo. A Polícia Militar também instaurou um inquérito interno para apurar a conduta dos policiais que participaram da abordagem.



Fonte: TV Sinal Verde Caxias

Compartilhe

Somente os artigos assinalados não corresponde ao Blog Maranhão News e todos o conteúdo é de inteira responsabilidades de seus autores

Relacionadas

Anterior
« Proximo