MA NEWS
http://www.cabocampos.com.br/
http://www.maranhaonews.net/

Grupo suspeito de morte por encomenda é preso

De acordo com o delegado regional Rafael Reis, Magno e Fabinho teriam ido ao açougue de Maria do Carmo com intuito de fazer uma cobrança de uma dívida


Após a prisão de Magno, a Polícia Civil iniciou investigações sobre o assalto e o homicídio, chegando à residência de Raimundo Alves de Souza, de 33 anos.

Com o indivíduo, a polícia apreendeu um revólver calibre 38 e placas de uma Honda Biz que eles usavam em uma moto modelo Falcon para assaltos. Raimundo era comparsa de “Fabinho” e confessou ter sido o pistoleiro que matou o açougueiro Francisco “Paizinho”, que era dono do frigorífico.

De acordo com o delegado regional Rafael Reis, Magno e Fabinho teriam ido ao açougue de Maria do Carmo com intuito de fazer uma cobrança de uma dívida da encomenda de assassinato do próprio marido dela.

Maria do Carmo teria encomendado com Fabinho e Raimundo a morte do marido no valor de R$ 15 mil, sendo R$ 10 mil pagos no ato do crime e os outros R$ 5 mil ficaram para ser pagos depois. Na ocasião, Fabinho teria pilotado a moto e Raimundo efetuado os disparos contra o açougueiro. “Eu matei com ajuda de Fabinho a mando da esposa do cara - açougueiro -, não lembro quantos tiros dei, foi rápido. Cheguei, atirei e depois fugimos na moto”, contou Raimundo.

Para o delegado Raphael Reis, este foi mais um homicídio elucidado em Santa Inês. “Desde o dia do assassinato, notamos a frieza de Maria do Carmo. Ela era uma das suspeitas, apesar de sabermos que o autor dos disparos era o Raimundo, mas não tínhamos provas o suficiente para incriminá-la. Agora, com a confissão dos pistoleiros, elucidamos o caso”, finaliza o delegado Raphael Reis.

Fonte: O Imparcial

0 comentários: