MA NEWS
http://www.cabocampos.com.br/
http://www.maranhaonews.net/

Em três dias, cinco delegacias são metralhadas no Ceará

Os casos mais recentes ocorreram no 20º Distrito Policial, em Maracanaú, e no 3º DP, no Bairro Otávio Bonfim


Mais duas delegacias da Polícia Civil foram atacadas no Ceará. Os casos aconteceram no 20º Distrito Policial, em Maracanaú, Região Metropolitana de Fortaleza; e no 3º DP, no Bairro Otávio Bonfim, na capital cearense.

Com as novas ações, já são cinco delegacias metralhadas no estado em apenas três dias. Segundo a polícia, quatro homens passaram em um carro e atiraram contra o prédio do 20º DP, na tarde de sábado (5). Um veículo de um policial, que estava na frente da delegacia, foi atingido pelos tiros.

O outro caso ocorreu no 3º DP, por volta da 1h30 deste domingo (6). Suspeitos em dois carros efetuaram diversos disparos contra a fachada da unidade, que ficou destruída. A perícia encontrou cápsulas de escopeta calibre 12 mm e pistola 380 mm. As imagens das câmeras de segurança da delegacia serão utilizadas para que a polícia consiga identificar os suspeitos.

Prédios públicos

Os ataques contra prédios públicos iniciaram na última quinta-feira (3). Os crimes foram registrados também no 19º DP, no Conjunto Esperança; no 27º DP, no Bairro João XXIII; em um dos prédios da Secretaria da Justiça e Cidadania do Estado (Sejus), no Centro de Fortaleza; e no 23º DP, no Conjunto Nova Metrópole, na Região Metropolitana de Fortaleza.

Ônibus

Ônibus também foram alvos dos criminosos. Somente nesta semana, já foram duas tentativas e cinco incêndios a veículos. O caso mais recente de coletivo incendiado aconteceu na noite de sexta-feira (4), no Grande Bom Jardim.

Quatro homens em duas motocicletas abordaram o ônibus da linha Parque São Vicente e anunciaram o incêndio. O trocador, antes de descer, tentou alcançar algum objeto no painel frontal e acabou irritando um dos criminosos, que jogou gasolina nele e ameaçou atear fogo. Segundo testemunhas, os suspeitos deixaram que o funcionário saísse do ônibus e incendiaram o veículo.

Investigação

A Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) trabalha com cinco linhas de investigação para a onda de ataques. Uma é a retaliação pela morte de um adolescente envolvido com o tráfico, em confronto com o Batalhão do Ronda de Ações Intensivas e Ostensivas (Raio). A outra seria uma tentativa de suborno feita à polícia, para a liberação de um traficante, logo após ser preso. Ou até mesmo alegação de maus-tratos em presídios cearenses.

Há ainda a tentativa de remoção de um traficante para um presídio federal. E, por fim, uma possível retaliação pela discussão de lei sobre bloqueio de sinal de celular nos perímetros de unidades prisionais. A proposta é do Governo do Estado, que pretende fazer com que as operadoras de telefonia móvel sejam proibidas de fornecer sinal onde houver presídios. A matéria deve ser votada na próxima semana.

De acordo com a SSPDS, no caso dos coletivos, sete suspeitos foram capturados, um galão contendo gasolina, um carro roubado e três armas de fogo foram apreendidos. Ainda conforme a Secretaria, não é possível, no momento, estabelecer correlação entre as ações criminosas.

Assista às imagens gravadas pela câmera de segurança do 3º DP: 

video


0 comentários: