Header Ads

http://www.cabocampos.com.br/

Mortes em rodovias durante carnaval triplicam em três dias, diz PRF

Este ano, 6 pessoas morreram; no feriado de 2015, foram 2 óbitos, em Goiás. Corporação diz que irresponsabilidade é a principal causa dos acidentes.


Um balanço preliminar divulgado nesta segunda-feira (8) pela Polícia Rodoviária Federal revela que só nos três primeiros dias de carnaval desse ano, seis pessoas já morreram em acidentes nas rodovias federais que cortam Goiás. O número já é superior a todo o feriado do ano passado, quando apenas duas pessoas morreram.

Até o momento, já foram registrados 60 acidentes. Em todo o carnaval de 2015, aconteceram 102 batidas. "Irresponsabilidade. Essa é a principal causa desses acidentes registrados. Qual a explicação para, das seis mortes, cinco acontecerem em rodovias duplicadas e bem pavimentadas? Infelizmente é a irresponsabilidade dos motoristas em praticar ações que comprometem a vida deles", disse o inspetor da PRF, Newton Moraes.

Entre os fatores que também contribuíram para o número de mortes está a ingestão de álcool. Segundo os dados preliminares da corporação, 61 condutores foram autuados por embriaguez ao volante. Sete delas foram presas por envolvimento em acidentes.

“Das seis mortes que tivemos até agora, há indícios de que, em pelo menos cinco, havia a influência do álcool”, destaca o inspetor.

A PRF explicou que ainda vai continuar monitorando as rodovias até o final do carnaval. A polícia faz ainda o alerta que é necessário ter cuidado no retorno, para evitar horários muito movimentados e também ter cuidado com estradas esburacadas.

“A expectativa é de chuva em várias regiões do estado, pista movimentada e algumas delas em péssimas condições. A PRF registrou mais de 100 carros parados, às vezes com até três pneus estourados”, completou.

Acidentes
Em um dos acidentes, um homem e duas mulheres morreram no domingo (7) depois que o carro em que estavam saiu da pista e bateu de frente com uma árvore na da BR-060, em Alexânia, Entorno do Distrito Federal. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), as três vítimas morreram na hora.

No mesmo dia, o motociclista Adailto de Souza Neves, de 39 anos, morreu após bater a moto que pilotava de frente com uma carreta, na BR-153, entre Rialma e Rianápolis, região central de Goiás.

Vitor SantanaDo G1 GO

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.