Médico é preso em Florianópolis suspeito de abusar de 14 pacientes

fevereiro 16, 2016

Homem de 66 anos foi preso nesta terça (16) na capital catarinense. Advogado diz que uma das mulheres foi estuprada a base de remédios.


A Polícia Civil de Florianópolis prendeu na manhã desta terça-feira (16) o médico Omar César Ferreira de Castro, de 66 anos, suspeito de violência sexual contra 14 pacientes. Uma das mulheres chegou a relatar que foi dopada e estuprada na maca do consultório, informou o advogado da vítima. 

O homem chegou à 6ª delegacia de Polícia, do bairro Agronômica, na capital de Santa Catarina, às 10h em uma viatura da polícia, acompanhado do próprio advogado. A defesa do suspeito informou que não irá falar sobre o caso na manhã desta terça.

O delegado Ricardo Thomé interrogava o suspeito até as 11h, segundo a RBS TV. A prisão tem caráter temporário.De acordo com o advogado de cinco vítimas, há provas documentais de mais um crime cometido pelo mesmo suspeito. O caso está em segredo de Justiça.

Estupro a base de medicação
O advogado Francisco Ferreira, que representa cinco vítimas, diz que é possível que mais mulheres tenham sido abusadas. “Ele se declara anestesiologista, endocrinologista e nutrólogo. A informação que temos é de que chegava a atender 70 consultas ao dia, era muito procurado por mulheres queriam emagrecer com uso de medicamentos como sibutramina. Por isso, o número de vítimas tende a crescer”, relatou.

Segundo Ferreira, uma das vítimas relatou ter sido estuprada no consultório. “Ele ministrou um líquido à paciente, ela entrou em estado de fraqueza e sonolência. Então, o médico pediu para que ela se deitasse para ser examinada e estuprou a moça”, contou o advogado.

Conforme Francisco Ferreira, a paciente vítima de estupro registrou boletim de ocorrência e está com laudos e exames periciais que comprovam o crime. A jovem está sendo acompanhada por psicólogos para superar o trauma.

“Com as vítimas que não praticava o ato sexual, tentava beijar e agarrar. Pedi ao Conselho Regional de Medicina para que instaure um inquérito para apurar o caso e cassar o registro desse profissional”, completou.

Fonte: G1 SC

COMPARTILHE...

ATENÇÃO: Somente os artigos assinalados não correspondem ao Blog Maranhão News e todo o conteúdo é de inteira responsabilidades de seus autores

LEIA MAIS ESSAS

Previous
Next Post »