MARANHÃO NEWS

12 janeiro, 2016

Sebastião Uchôa cobra acompanhamento da Adepol em remoções de delegados

Caso do delegado Alex Aragão foi tomado como um dos exemplos. Em depressão devido a transferência de Coroatá para São Raimundo das Mangabeiras, ele atirou contra a própria boca

Sebastião Uchôa. Foto: Divulgação
O delegado Sebastião Uchôa, titular da 6º Distrito Policial, na Cohab, em São Luís, protocolou requerimento junto à Associação dos Delegados da Polícia Civil (Adepol) do Maranhão, no final da manhã desta segunda-feira 11, solicitando providências da entidade no acompanhamento de remoção de policiais civis, especialmente de delegados de polícia do Maranhão.

No documento, feito um dia após a descoberta do corpo do delegado Alex Aragão na cidade de Teresina, no Piauí, Uchôa pede para que seja considerado o fato ocorrido com Aragão que, segundo ele, teve remoção aparentemente "não tão diferente de outros casos que, sem justificativa plausível, vem sendo removidos ao arrepio da lei". Transferido no ano passado do município de Coroatá para São Raimundo das Mangabeiras, Alex Aragão atirou contra a própria boca, segundo se compreende de relatos que vinha mantendo com amigos mais próximos, devido a problemas de forte depressão enfrentados desde a remoção, que considerava arbitrária.

Continue Lendo no Blog do Atual 7 clicando AQUI
Compartilhe com seus amigos...
ATENÇÃO: Somente os artigos assinalados não corresponde ao Blog Maranhão News e todo conteúdo é de inteira responsabilidade de seus autores.