Header Ads

http://www.cabocampos.com.br/

Nota de pesar da ASSPOM - PMPB aos familiares e companheiros do sargento Sandro baleado e morto por bandidos na Paraíba

A  Associação de Subtenentes e Sargentos da Polícia Militar - ASSPOM vem a público se solidarizar com a família do Sargento Sandro Pereira da Silva, 43 anos, morto em serviço na noite de 03 de janeiro de 2016.

Apesar de ser uma notícia não muito agradável, já esperávamos por um desfecho desse tipo desde quando reconhecemos os elevados números da violência, o reduzido número de policiais em uma viatura operacional e a falta de aparelhamento adequado para a atividade dos nossos agentes de segurança.

É duro perder um companheiro e um irmão de farda, pai de família e um esposo inigualável. Mais duro ainda é saber que se trata de uma tragédia anunciada, onde o que está em jogo não são bens materiais, mas vidas alheias.

Infelizmente a morte do querido Sargento Sandro irá se tornar números, aceitáveis ou não, todavia a ausência de uma política de segurança pública enfatiza o descompromisso dos governantes com nossa causa.

A família será sustentada por um orçamento reduzido em 40%, bem como não terá assistência de um seguro de vida, muito menos contará com a única segurança garantida, que era a presença do seu arrimo.

Lamentamos a forma trágica que ceifou a vida do referido graduado, ao passo que nos colocamos à disposição da família para dividir a dor.

Externamos nossa indignação com o descaso pelo qual temos sido vítimas, responsabilizando, neste ato, as autoridades pela morte do valoroso policial.

João Pessoa, 04 de janeiro de 2016

Ouça abaixo um áudio quando Sargento Sandro foi baleado e companheiro que estava com ele muito preocupado, e entrou em contato com Central de Operações da PMPB e o operador pedindo calma enquanto o PM agonizava, causou revolta na caserna pela demora no atendimento ao policial baleado como também com o operador que atendeu a ligação.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.