MARANHÃO NEWS

07 janeiro, 2016

Homem morre três dias após ser liberado do hospital Albert Schweitzer

Ele tinha paralisia e fraqueza nas pernas, segundo família. Médicos deram o diagnóstico de depressão e o liberaram do hospital do Rio.

Foto: Divulgação
Um homem que foi atendido e liberado do Hospital Albert Schweitzer, em Realengo, Zona Oeste do Rio, morreu em casa nesta quarta-feira (6). Ele esteve na unidade no domingo (3) e, segundo a família, estava com uma paralisia e fraqueza nas pernas.

A família do segurança Helton Antônio Arão Correia, de 56 anos, contou para a equipe de reportagem do Bom Dia Rio, no domingo, que estava tentando interna-lo há uma semana. Depois de irem aos hospitais estaduais Pedro II e Rocha Faria, foram ao Albert Schweitzer.

“Deu uma paralisia, ele perdeu as forças nas pernas, só que a gente está nessa batalha aí. Vim ver se a gente consegue alguma coisa aqui. Uma semana sem conseguir internação. Fica a família tendo que dar banho em casa, usando fralda geriátrica”, disse o cunhado Renato Eugênio.

Logo depois da entrevista, a família disse que não conseguiu a internação e os médicos mandaram o segurança para casa com diagnóstico de depressão.

Helton era servidor do estado e estava com o salário atrasado há dois meses por causa da crise. Ele era segurança de uma empresa terceirizada que presta serviço para o Governo do Rio.

Prefeitura assume dois hospitais estaduais
O prefeito do Rio, Eduardo Paes, anunciou nesta terça-feira (5) que o município vai assumir a gestão dos hospitais Albert Schweitzer, em Realengo, e Rocha Faria, em Campo Grande. O anúncio foi feito na sede do governo estadual, no Palácio Guanabara, ao lado do governador Luiz Fernando Pezão. O Albert Schweitzer terá as chaves entregues para a gestão do município já nesta quinta-feira (7). Quatro dias depois, na segunda-feira (11), será a vez do Rocha Faria.


Fonte: G1 Rio

Compartilhe com seus amigos...
ATENÇÃO: Somente os artigos assinalados não corresponde ao Blog Maranhão News e todo conteúdo é de inteira responsabilidade de seus autores.