Homem é esfaqueado pelo ex-companheiro da atual mulher

janeiro 08, 2016
Isabella Cristina Gonçalves Corrêa, de 21 anos, disse que ex não aceita fim de namoro Foto: Pedro Teixeira / Agência O Globo
RIO — Um homem foi esfaqueado pelo ex-companheiro da sua atual mulher, na noite desta quinta-feira, na Rua Gomes Freire, região central do Rio. João Victor Bezerra Melo, de 21 anos, sofreu várias perfurações pelo corpo e foi encaminhado em estado grave ao Hospital municipal Salgado Filho, no Centro. O agressor, Wellington Pereira Pinto, de 19 anos, também ficou ferido e está internado na mesma unidade, onde está sob custódia. O caso foi registrado na 5ª DP (Mem de Sá).

O crime aconteceu por volta das 21h. A ex-namorada de Wellington, Isabella Cristina Gonçalves Corrêa, de 21 anos, contou que pouco antes do ataque, o agressor já havia discutido com ela e feito ameaças.

— Por volta das 19h, ele me ligou, depois invadiu meu prédio e foi expulso pelo zelador. Mais tarde, quando eu estava chegando em casa com meu esposo, o Wellington veio na nossa direção e iniciou uma discussão. Ele mostrou a faca, disse que não estava brincando e começou a deferir vários golpes contra o João — lembrou Isabella, que sofreu um corte na testa durante a confusão — Quando vi os dois se atracando no chão, peguei uma faca que encontrei, acho que era do Wellington, e comecei a atacá-lo também, para defender meu esposo.

Muito ferido, Wellington seguiu sozinho até o hospital, onde, segundo Isabella, ele disse ter sido vítima de assalto. A jovem conseguiu acionar os agentes da Operação Lapa Presente, que encaminharam João até a mesma unidade hospitalar.

A polícia informou que João sofreu ferimentos graves nas axilas, peito, pescoço e abdômen e chegou com parada cardíaca no hospital. De acordo com Isabella, o marido, com quem está há seis meses, já saiu do pós-operatório e está se recuperando, mas ainda corre risco de vida. A unidade não divulgou o estado de saúde dos feridos.

Isabella e Wellington estão separados há cerca de dois anos, após um relacionamento de pouco mais de um ano. Os dois têm um filho de 1 ano e 8 meses. Ela contou que ele não aceita o fim do namoro e relata que já sofreu diversas ameaças, além de ter sido agredida:

— Já tivemos várias discussões em casa. Ele já me bateu. Eu, inclusive, registrei a agressão na delegacia, assim que ele saiu da prisão, em fevereiro do ano passado.

De acordo com a delegacia, Wellington tem passagem pela polícia por lesão corporal, receptação e uso de drogas e está em liberdade há um ano.

Fonte: Dayana Resende - O Globo

Compartilhe

Somente os artigos assinalados não corresponde ao Blog Maranhão News e todos o conteúdo é de inteira responsabilidades de seus autores

Relacionadas

Anterior
« Proximo